Curiosidades sobre Amnésia

  • Durante a fala de Teddy “You don’t have a clue, you freak!”, o diretor Christopher Nolan achou que Joe Pantoliano, que interpretou Teddy, não finalizou muito bem a fala, então ele decidiu regravar, ele mesmo, as duas últimas palavras a seu gosto. Assim, no final do filme, as palavras “you freak”, como as ouvimos, não são, na verdade, ditas por Pantoliano, mas por Nolan imitando a voz de Pantoliano. Pantoliano não sabia da dublagem até uma entrevista para o programa Anatomy of a Scene (2001).
  • Cronologia: Quando numeramos as cenas cronologicamente, e então as ordenamos como elas aparecem no filme, o padrão torna-se mais claro. As letras A-V representarão as cenas coloridas (com A acontecendo cronologicamente primeiro, e V cronologicamente por último), e os números 1-22 representarão as cenas em preto e branco cronologicamente. As cenas aparecem no filme assim: 1, V, 2, U, 3, T, 4, S, 5, R, 6, Q… 20, C, 21, B, 22/A. Os dois tipos de cenas se alternam. As cenas em preto e branco (números) se iniciam pelo número 1 e vão em frente até o clímax em 22/A, enquanto as cenas coloridas (letras) vão de trás pra frente em direção ao clímax em 22/A. A cena do clímax (22/A) muda de cor na metade, mostrando a convergência das duas histórias.
  • A doença vivenciada por Leonard no filme é uma doença real chamada Amnésia Anterógrada – a inabilidade de formar novas memórias depois de um dano no hipocampo. Nos anos 1950, os médicos tratavam algumas formas de epilepsia removendo partes do lobo temporal, resultando nos mesmos problemas de memória.
  • Stephen Tobolowsky afirmou que, durante sua audição para Sammy, ele havia mencionado ao diretor Christopher Nolan que ele pessoalmente havia experienciado amnésia. Alguns anos antes, deram a ele um analgésico para induzir amnésia para uma cirurgia pela qual passou. Tobolowsky disse que isso pode tê-lo ajudado a conseguir o papel porque provavelmente nenhum outro ator havia tido sua experiência única.
  • Ainda que a cena de abertura seja mostrada literalmente de trás pra frente, todo efeito sonoro é tocado, na verdade, normalmente. O único som tocado de trás pra frente é o grito de Teddy, “No!”
  • O Honda Civic branco de Christopher Nolan pode ser visto estacionado perto do Jaguar de Leonard Shelby no motel.
  • O roteiro de Christopher Nolan é baseado no conto de seu irmão Jonathan Nolan, “Memento Mori”. Mas o roteiro é ainda assim considerado original (ao invés de adaptado) porque o conto de Jonathan não foi publicado antes de o filme ter sido finalizado.
  • “Paranoid Android”, da banda Radiohead, seria usada originalmente nos créditos finais, mas Christopher Nolan achou que os royalties necessários para usar a canção (pertencentes à Capitol Records) seriam muito altos para o filme de baixo orçamento.
  • A câmera que Leonard Shelby usa é uma Polaroid 690.
  • A primeira escolha de Christopher Nolan para o papel de Leonard foi Alec Baldwin.

Fonte: IMDb

 

memento-22

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: